125

"Meu filho não come." Essa é, sem dúvida, uma das frases que um pediatra mais escuta ao longo da sua vida. Embora no inverno ele enfrente a competição da tosse e dos resfriados, no verão, o não comer converte-se no rei indiscutível das consultas. Depois de explicar que seus filhos não comem, muitas mães prosseguem com algo mais ou menos assim: "Eu sei que tem muitas mães chatas que ficam falando que seus filhos não comem. Mas é que o meu, doutor, realmente não come nada, você tinha que ver". E elas erram duplamente. Erram, em primeiro lugar, ao pensar que seus filhos são os únicos que não comem. Mas elas erram principalmente ao pensar que outras mães são "chatas". Nenhuma é.  As famílias, especialmente as mães, sofrem com os conflitos relativos à alimentação. Sofrem muito.

A ideia de não obrigar uma criança a comer, que constitui o eixo central deste livro, não deve ser considerada como um "método para abrir o apetite", mas, sim, como uma manifestação do nosso amor e respeito pelos nossos filhos.

125
44
Meu filho não come!

Meu filho não come!

(0)
Cód: 1Z-JT22-CIA0
Carregando...
+ ver formas de pagamento
Simulador de Frete
- Calcular frete

"Meu filho não come." Essa é, sem dúvida, uma das frases que um pediatra mais escuta ao longo da sua vida. Embora no inverno ele enfrente a competição da tosse e dos resfriados, no verão, o não comer converte-se no rei indiscutível das consultas. Depois de explicar que seus filhos não comem, muitas mães prosseguem com algo mais ou menos assim: "Eu sei que tem muitas mães chatas que ficam falando que seus filhos não comem. Mas é que o meu, doutor, realmente não come nada, você tinha que ver". E elas erram duplamente. Erram, em primeiro lugar, ao pensar que seus filhos são os únicos que não comem. Mas elas erram principalmente ao pensar que outras mães são "chatas". Nenhuma é.  As famílias, especialmente as mães, sofrem com os conflitos relativos à alimentação. Sofrem muito.

A ideia de não obrigar uma criança a comer, que constitui o eixo central deste livro, não deve ser considerada como um "método para abrir o apetite", mas, sim, como uma manifestação do nosso amor e respeito pelos nossos filhos.

    Avaliações de Clientes

    Deixe seu comentário e sua avaliação







    - Máximo de 512 caracteres.

    Clique para Avaliar


    • Avaliação:
    Enviar
    Faça seu login e comente.

    Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.